A Delegacia de Homicídios (DH) avança nas investigações do assassinato do travesti de aproximadamente 25 anos que aconteceu na manhã do último domingo (6), nas Estradas das Olarias, no bairro Santa Cândida, em Curitiba. De acordo com informações do delegado Rubens Recalcatti a vítima era conhecida como “Bruna Galisteu” e morava em Santa Catarina.

Antônio Nascimento – Banda B
Galisteu foi assassinado com um tiro na cabeça

“Estamos trabalhando neste caso, porque não concordamos com este tipo de assassinato contra as pessoas que vivem nestas esferas da sociedade. Já sabemos que ele seria a Bruna ou Galisteu, moradora em Santa Catarina. Não sabemos ainda o que fazia por aqui, mas estamos investigando”, explicou o delegado.

Recalcatti comentou o fato de no princípio tratar o caso como o assassinato de uma mulher. “Ela tinha todas as caracteristicas de uma moça e no princípio já tratavamos como o assassinato de uma mulher. Quando a perícia comprovou que era um travesti nos pegou de surpresa”, descreveu.