Redação

demafe

Um dos presos pela operação da Demafe. Foto: Demafe/PC

Uma briga na região central de Curitiba no último dia 9 de agosto entre integrantes das torcidas organizadas Ultras Zona Sul e Fanáticos, do Atlético Paranaense, motivou uma operação da Delegacia Móvel de Atendimento ao Futebol e Eventos (Demafe), da Polícia Civil, nesta quarta-feira (14).

Policiais da especializada prenderam três pessoas: um jovem de 20, um de 23 e uma mulher de 26 anos. Um homem de 28 e um jovem de 19 seguem foragidos. A polícia divulgou um vídeo da briga que mostra socos e pontapés entre torcedores. Um jovem aparece sendo brutalmente agredido. Apesar da gravidade dos ferimentos, ele sobreviveu.

Durante a coletiva, um dos presos não demonstrou arrependimento e disse estar ‘tranquilo’ porque a lei do Brasil é falha. “Tinha um monte de gente deles com pau na mão, foram eles que vieram atrás da gente. Eu tava na briga mesmo, que se f%$# e que o cara se f#[email protected] mesmo. Vou ficar preso por pouco tempo porque a lei do Brasil é falha. Quando sair da cadeia vou voltar a ir ao estádio, sou atleticano, vou em todos os jogos e o negócio é levantar o Atlético, o Furacão”, disse.

A briga aconteceu depois do jogo entre Atlético e Sport na Arena da Baixada, às 11 horas. A partida terminou empatada em 1 a 1. A Operação foi batizada de Coringa, pelo fato de o palhaço do mal ser o símbolo da Zona Sul.

Foram presos: Monaliza Fernandes Magalhães, 26 anos; Alisson Bruno Codeiro da Silva Nascimento, 20 anos; e Maycon Douglas Schon dos Santos, 23 anos; todos participantes do crime.

Assista ao vídeo da briga: