Fotos: Bruno Henrique – Banda B
Vítima com a camisa da Império morreu na hora

Enquanto o árbitro AdrianoMilczvskiapitava o início do clássico decisivo entre Atlético e Coritiba no Estádio Couto Pereira, no bairro Alto da Glória, a Polícia Militar atendia um assassinato que pode ter sido motivado pela briga entre torcedores, na tarde deste domingo (12).

Torcedor morreu na hora

Um homem de 21 anos, com a camisa da Torcida Organizada Império Alviverde, foi assassinado dentro de um ônibus da linha Rio Bonito, no bairro Campo de Santana, a mais de 20 km do local do clássico.

O delegado Cristiano Quintas, da Delegacia de Homicídios de Curitiba (DH), afirmou que a hipótese mais provável é uma briga entre torcidas. “Pela maneira como tudo aconteceu pode ser isto, mas também temos outras linhas de investigação. O fato é que os atiradores vestiam a camisa do Atlético, segundo testemunhas”, disse à Banda B.

A vítima foi identificada como Luiz Fernando Godoi. Ele levou um tiro fatal na cabeça. “Infelizmente aconteceu isto e não tivemos como salvá-lo”, relatou àBanda Bo cabo Cheida, do Corpo de Bombeiros, primeiro a chegar no local do crime.

Segundo o cobrador do ônibus, não dava para precisar se os atiradores vestiam a camisa da torcida organizada do Atlético, porque ele não conseguiu ver. “Eles estavam em três, embarcaram no ônibus e quando o outro rapaz foi descer estes jovens atiraram contra ele. Eu sinceramente não consegui ver ninguém com a camisa do Atlético”, afirmou, dando versão diferente a do delegado Quintas.

O corpo da vítima foi recolhido ao Instituto Médico Legal de Curitiba (IML).