Juliano Cunha/Banda B
Um morreu na hora e o outro foi encaminhado em estado grave ao Hospital Cajuru

Depois de passar algum tempo na noite desta terça-feira (2) em um bar na rua Pedro Laska, no bairro Quississana, em São José dos Pinhais, dois homens foram baleados por um atirador encapuzado. O aplicador de grafiato Hélio Hening Branco, de 31 anos, morreu no local e o sobrinho dele, José Hening de Souza, de 29 anos, foi encaminhado pelo Siate em estado grave até o Hospital Cajuru, em Curitiba.

No local do crime algumas pessoas afirmaram aos policiais que os dois saíram do bar quando o atirador chegou a pé. Ele estava com o rosto coberto e atirou contra eles na frente do estabelecimento. O tenente Victor, do 17° Batalhão de Polícia Militar comentava que nenhuma das vítimas tinha antecedentes criminais, no entanto um deles já teve envolvimento com drogas.

“Das poucas informações que colhemos no local, eles frequentavam este bar e na saída receberam os tiros. Também, um parente das vítimas nos contou que um deles mexeu com drogas há meses. Muito provavelmente o criminoso usou capuz porque era conhecido“, explica o tenente.

Como as vítimas moravam nas proximidades os familiares acompanhavam os trabalhos da polícia, sem entender os motivos do crime. Eles afirmaram que as vítimas eram tranquilas, freqüentavam a igreja e não tinham inimigos. “Eles eram do bem”, disse o primo de um dos baleados. A Delegacia de São José dos Pinhais investiga o caso.