Um assalto a um taxista em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, durante a noite deste domingo (4), terminou com dois homens e uma mulher presos já na Linha Verde, em Curitiba. Os suspeitos foram detidos por companheiros de profissão da vítima e até a chegada da Polícia Militar foram agredidos por eles, sobrando até para a mulher envolvida no crime.

De acordo com a Polícia Militar (PM), o crime começou na Maternidade São José, onde os suspeitos pediram uma carona e em seguida deram voz de assalto. “O taxista foi dispensado no Jardim Jurema, em São José dos Pinhais, e os ladrões seguiram viagem no veículo sentido Contorno Leste”, descreveu à Banda B o tenente Nery, do 13° Batalhão da Polícia Militar.

O tenente relatou que ao saberem do crime, taxistas, por contra própria, iniciaram uma perseguição aos suspeitos. “Na Linha Verde, próximo à Santa Bernadete, os taxistas abordaram o veículo e detiveram os três suspeitos. Tentaram resolver com as próprias mãos e agrediram os envolvidos. Agiram por vingança, mas isso não é o recomendável”, destacou o PM..

Segundo o tenente, uma chegada rápida de sua equipe ao local evitou o pior. “Já estávamos cientes da situação e quando chegamos evitamos que as agressões continuassem. Os três foram encaminhados ao Hospital do Trabalhador e em seguida à Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos de Curitiba (DFRV). O taxista rendido disse que eles estavam armados, mas no carro encontramos apenas uma faca”, contou.

A DFRV vai instaurar inquérito policial para investigar o caso.