Investigadores da Delegacia de Pinhais, região metropolitana de Curitiba, prenderam na tarde desta quinta-feira (18) Oswaldo Pedrozo de Abreu, de 61 anos. O detido é acusado de ter colocado fogo em sua esposa Vera Lucia de Abreu, de 57 anos, que permaneceu internada por cinco dias e acabou falecendo no Hospital Evangélico em virtude dos ferimentos.

Divulgação
Suspeito disse não se lembrar do que aconteceu

Segundo a polícia, o crime teria ocorrido na Rua Foz do Iguaçu, no bairro Emiliano Perneta, no dia 8 de abril. “A vítima estava em casa, quando Oswaldo chegou embriagado e sem motivo pegou uma garrafa de refrigerante com gasolina e jogou nela. Vera foi socorrida pelos vizinhos, mas morreu no Hospital Evangélico”, contou à Banda B o delegado Fábio Amaro, da Delegacia de Pinhais.

De acordo com o delegado, depois do crime testemunhas foram ouvidas na delegacia e disseram que Vera teria relatado que o autor do incêndio criminoso seria seu esposo. “Diante disso, Oswaldo teve sua prisão decretada e acabou sendo preso na residência do casal, na tarde de ontem. Em seu interrogatório, o suspeito disse não se lembrar de nada do que aconteceu no dia em virtude de estar embriagado”, afirmou.

Por fim, o delegado destacou que a vítima já sofria ameaças e agressões há algum tempo, mas não noticiava a polícia. “Isto pode ter cooperado para esta tragédia absurda”, concluiu o delegado.

Oswaldo está encaminhado no setor de Carceragem Provisória da Delegacia de Pinhais e se condenado poderá pegar uma pena de reclusão de 12 a 30 anos.