Um suspeito preso com uma quadrilha de ladrões de carro confessou aos policiais militares, na tarde desta sexta-feira (22), que iria matar o filho de um agente penitenciário. Murilo Jael Alves Gobor e outros dois envolvidos saíram ontem da Colônia Penal Agrícola, para retornar na segunda-feira (25), e hoje já praticaram um roubo no bairro Orleans. Eles foram presos no bairro São Jerônimo, em Campo Largo, região metropolitana de Curitiba, em um trabalho do serviço reservado da Polícia Militar.

“Durante a prisão, um deles se manifestou e afirmou que iria cometer este crime antes de voltar à Colônia, fato que iria acontecer na segunda. O assassinato ia acontecer neste final de semana, segundo o que ele disse. Esta informação será formalizada para ser depois repassada à Secretária de Segurança Pública (Sesp). Temos o nome do agente, mas vamos manter em sigilo”, contou à Banda B a delegada Gisele Durigan, da Delegacia de Campo Largo, que participou da autuação em flagrante dos suspeitos.

Além de Gobor, haviam saído da colônia ontem: Alessandro Ferreira Caetano e Luciano Esmael Padilha Matoso. Também foi preso Joel da Silva Paralhes e um adolescente foi apreendido. Na manhã de hoje, eles roubaram um Fiat Stilo no Orleans e foram perseguidos pela PM até uma residência. O carro foi recuperado e a vítima do roubou já foi contatada.