Da Polícia Civil

Policiais civis da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) desencadearam, na última semana, a Operação DHPP Sem Tréguas e prenderam dois homens com drogas, armas e munições. A operação foi comandada pelo delegado Cristiano Quintas, titular da 4.ª Delegacia de Homicídios de Curitiba.

A primeira parte da operação aconteceu na última quinta-feira (16), na Vila Tripa, no Umbará. Numa casa da Rua Nicola Pellanda, os policiais prenderam Wellington Chane dos Santos, 25 anos. Ele estava com 1,2 quilo de crack, 300 gramas de maconha, cinco gramas de cocaína cerca de 70 munições nove milímetros e ponto 40. “Santos é o gerente do tráfico na região. Trabalha para um traficante apelidado de ‘Índio’, que mora em Araucária e é investigado por ser mandante de vários homicídios no Umbará”, contou Quintas. O delegado explicou que contra Santos não há ainda nada que o ligue a homicídios. “Mas nós já recebemos algumas denúncias anônimas sobre isto e estamos averiguando”, destacou o delegado.

Na tarde do dia seguinte, a operação teve continuidade, desta vez na Favela do Papelão, no Capão Raso. Rubens Orlando Lamour, 42 anos, estava fazendo a segurança de uma “boca de fumo” e quando avistou a presença dos policiais civis da DHPP sacou um revólver 38. “Nós o abordamos e descobrimos que na casa havia um colete balístico, 10 gramas de maconha, munições de calibre 38 e 357, além de R$ 557 em notas miúdas e moedas, provavelmente provenientes da venda de entorpecentes”, contou o delegado.