Por Elizangela Jubanski e Antônio Nascimento

A dona da Revistaria das Letras, Maria de Lourdes Pereira, 57 anos, passou mal e morreu sozinha dentro de casa, após mandar mensagens pelo aplicativo WhatsApp, na manhã desta terça-feira (30). A Polícia Militar (PM) e a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foram acionadas para auxiliar no arrombamento da casa. Vizinhos ouviram os gritos de socorro, mas não conseguiram entrar a tempo.

centro-des

Mulher morreu dentro de revistaria (Foto: Antônio Nascimento – Banda B)

A revistaria fica na rua Paula Gomes, quase esquina com a rua Mateus Leme. A comerciante vivia sozinha no local desde a morte do marido, em julho do ano passado. Ela passou a ter fortes dores abdominais e teria ido ao posto de saúde do SUS na tarde de ontem, onde lhe foi prescrita uma receita médica.

“Desde a semana passada ela começou a se queixar de dor no estômago, ontem ela foi no médico, disseram que era fígado e mandaram ela pra casa. Hoje de manhã, começou a sentir muita dor e mandou mensagem para alguns parentes e vizinhos dizendo que estava muito ruim e não conseguia nem sair da cama. Um vizinho veio aqui, conseguiu abrir a porta depois de muito tempo, mas ela já estava morta”, contou a vizinha Kauane Bender Machado à Banda B.

Os amigos acionaram a polícia, que precisou interceptar investigadores da DHPP, já que Maria de Lourdes morreu em casa, sozinha. O corpo dela foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba e o corpo passará por exames complementares que indiquem a causa da morte.