Por Felipe Ribeiro e Bruno Henrique

Foto: Bruno Henrique - Banda B

Foto: Bruno Henrique – Banda B

Um soldado da Polícia Militar foi baleado por um motociclista no final da manhã deste sábado (26) na Rua Delegado Leopoldo Belczak, no bairro Capão da Imbuia, em Curitiba. De acordo com a PM, o soldado Ribeiro seguia de bicicleta até a Avenida Ayrton Senna quando um motociclista passou e realizou os disparos. Ele não tinha nada a ver com a rixa entre o atirador e o alvo, mas acabou atingido pelo disparo.

Matheus, Sulivan e Hendersen (Foto: BH - Banda B)

Matheus, Sulivan e Hendersen (Foto: BH – Banda B)

De acordo com informações do local, Ribeiro é lotado na Academia do Guatupê e não estava fardado.  Os tiros acertaram o obro e o pescoço e ele precisou ser socorrido as pressas ao Hospital Cajuru.

No local da ocorrência, a polícia chegou a ficar em dúvida se ele apenas estava no lugar errado, na hora errada, ou se poderia ter sido atingido por um traficante. Após a ocorrência, o motorista do carro que seria o alvo foi até a casa do motociclista com a intenção de matá-lo. A polícia soube da situação e prendeu os dois por tentativa de homicídio. Outro homem, que escondia o motociclista, foi preso e dois adolescentes foram apreendidos.

Encaminhados ao Centro Integrado de atendimento ao Cidadão (Ciac) Sul, a polícia descobriu que tudo teria começado devido ao roubo em uma loja de Piraquara. Matheus Muller Oliveira, de anos 19, não teria chegado a um acordo na divisão com Hendersen Holmerez Diaz Miranda,  22, e realizou o disparo, atingindo o PM “por engano”.

O terceiro preso, identificado apenas como Sulivan escondia Hendersen, mas como participou do roubo, também foi preso. Com os dois envolvidos nos disparos, a Polícia Civil encontrou um revólver 38 com, drogas e cinco celulares.

Ribeiro foi encaminhado ao Hospital Cajuru em estado grave. Matheus, Hendersen e Sulivan ficam à disposição da justiça.