O ex-prefeito de Curitiba, Saul Raiz, que foi baleado na noite do último sábado (16) no Centro de Curitiba está em casa e passa bem, de acordo com informações que o seu sobrinho Sérgio Fisbein à reportagem da Banda B na tarde desta sexta-feira (22). Sérgio se encaminhou à Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV) para buscar o boletim de ocorrência e dar seguimento aos documentos referentes ao caso.

Segundo o sobrinho, seu tio é o responsável por algumas obras e estava parado em frente dessa, na Avenida Visconde de Nácar, observando. “Ele só escutou um grito de ‘pare’, mas sua reação foi acelerar o carro, já que estava com medo. Quando ele verificou que tinha sido atingido pelos disparos, sentiu uma queimação, mas por sorte conseguiu dirigir até um hospital”, comentou.

De acordo com Sérgio, um dos tiros perfurou o braço esquerdo e outro atingiu o pulmão, mas por sorte, o ex-prefeito conseguiu dirigir até um hospital. “O que foi revoltante para a família foi a recusa no atendimento do Hospital São Vicente, já foi tão difícil para ele dirigir até lá, mas por sorte um manobrista do estacionamento conduziu o veículo até o Hospital Evangélico, onde ele foi muito bem atendido”, concluiu.

O Hospital São Vicente negou omissão no caso. Segundo o diretor-superintendente, médico Marcial Carlos Ribeiro, o ex-prefeito Saul Raiz quis procurar outro hospital para ser atendimento por vontade própria. “Ele esteve por 62 segundos no hospital. Os enfermeiros se prontificaram em acionar ambulância já que não somos especializados em pronto-socorro. Ele então se levantou e disse que iria a outro hospital”, disse o diretor.