Por Elizangela Jubanski e Danaê Bubalo

almirante-tamandare

Pit bull teve de ser contido por equipe do canil da PM. Foto: DB/Banda B

Dois homens foram mortos dentro de uma residência na noite desta quarta-feira (23) no bairro Santa Terezinha, em Fazenda Rio Grande, região metropolitana de Curitiba. Eles não foram identificados, mas ambos tinham passagem pela polícia, de acordo com familiares. O cão pit bull das vítimas não deixou a Polícia Militar se aproximar dos corpos e o canil teve de ser acionado para auxiliar os trabalhos.

O crime aconteceu na rua Santa Lúcia por volta das 23h30. Moradores ouviram disparos de arma de fogo e, logo em seguida, um carro – Fiat Uno – sair em alta velocidade. Não há informações se aquela casa é de uma das vítimas. Assim que a polícia chegou no local um cachorro pit bull não deixava ninguém se aproximar dos corpos das vítimas. Há hipótese de os tiros terem sido feitos pela janela.

A tenente Jéssica do 17º Batalhão Polícia Militar (BPM) afirmou que uma terceira pessoa, que estava dentro da casa, trocou tiros com os assassinos. “Essa terceira pessoa estava armada e trocou tiros com os assassinados. Não sabemos se ele foi atingido, mas ele consegui fugir. Nada foi levado da casa. Estamos esperando o pessoal do canil, do Bope, chegar por causa do pit bull que está ao lado das vítimas”, finalizou.

A motivação, de acordo com a PM, pode ser a relação com o tráfico de drogas. Os corpos foram encaminhadas ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba.