Lucas Souza Santos, 19, era amigo da vítima. Foto: AN/Banda B

 

O jovem acusado de matar Patrick Lara dos Santos, 22 anos, foi preso na manhã desta quinta-feira (1º), no bairro Alto Boqueirão, em Curitiba. Lucas Souza Santos, 19, era amigo da vítima e teria cometido o crime por conta de uma discussão banal. Patrick foi morto a tiros no bairro Cajuru, em outubro do ano passado, ao lado da esposa – que foi isolada pelos atiradores para que não se ferisse. A Justiça expediu mandado de prisão contra Lucas, que foi cumprido por policiais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Segundo o delegado Cássio André Dias Conceição, responsável pelas investigações, o suspeito não estava sozinho no momento do crime. “Ele não estava sozinho, tem outras pessoas envolvidas no homicídio. Hoje, realizamos a operação para prendê-lo, por meio de um mandado de prisão. Ele tentou correr, mas os policiais conseguiram prendê-lo a cerca de duas quadras da casa dele”, descreveu.

O delegado confirmou que ambos eram amigos e que a motivação, a partir da prisão, será descoberta em breve.”O Lucas era, inclusive, amigo da vítima, tiveram algum desentendimento que culminou na morte do Patrick”, finalizou.

O suspeito nega que tenha cometido o crime. Na versão da família de Lucas, o momento do crime aconteceu quando ele estava no hospital com a esposa.

Crime

Pateick foi morto a tiros de pistola e revólver. Ele teria discutiu com os agressores momentos antes do crime e acabou perseguido por eles durante duas quadras. O crime aconteceu na esquina das Ruas Odilon Ramos com Helena Ribeiro Lisboa, na Vila Solitude.

O Siate do Corpo de Bombeiros ainda chegou a ser acionado, mas Patrick já estava morto com dois tiros no rosto na chegada do socorro. A vítima já tinha indicativo criminal.

Notícias relacionadas: