Por Elizangela Jubanski

bigo

Polícia Militar (PM) não quis dar entrevista . Foto: DB/Banda B

O Instituto Médico Legal (IML) já identificou o homem morto com um tiro na cabeça neste fim de semana, no bairro Bigorrilho, em Curitiba. Luis Fernando Ramos, 25 anos, estava dentro de um carro, um veículo Gol, parado na rua Júlia Wandeley, entre a Euclides da Cunha e a General Aristides de Atayde Júnior, quando foi encontrado morto na manhã deste sábado (10). Segundo informações de um amigo próximo, a família de Ramos é de Telêmaco Borba.

Ramos estava com um ferimento na cabeça e a polícia trabalha com duas hipóteses – a de um assassinato e a de um suicídio seguido de roubo, já que nenhuma arma foi encontrada dentro do carro. Ou seja, alguém teria passado ao lado do carro, visto o jovem morto e levado a arma usava por ele, caracterizando um roubo e/ou furto. Moradores disseram aos investigadores da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) que o carro era visto constantemente pela região.

Segundo a Polícia Civil, dentro do carro do rapaz havia roupas e pertences pessoais, o que leva a crer que ele possivelmente morava dentro do carro. Essa versão foi desmentida pelo amigo, em entrevista à Banda B, que afirmou que as roupas seriam levadas para a casa da namorada. Sem gravar entrevista, o amigo disse ainda que Ramos trabalhava com artesanato e tinha um box dentro da Rua da Cidadania da Matriz, na Praça Rui Barbosa. Disse ainda, que a hipótese de suicídio teria sido descartada. Entretanto, a Polícia Civil não confirmou a versão de homicídio à Banda B.

Balanço

O balanço do IML revela que o fim de semana teve um número significativo de mortes violentas. Do início da noite sexta-feira (9) até as 6 horas de hoje (12) foram recolhidos 31 corpos em Curitiba e região metropolitana. Desses, 17 foram assassinados, três morreram no trânsito, dois enforcamentos, um afogamento, uma queimadura e cinco casos ficarão nas dependências de exames complementares. A média de recolhimento de corpos do IML é de 20 mortes violentas nos fins de semana.