Por Elizangela Jubanski e Danaê Bubalo

bar

Mãe esteve no local e desesperou ao ver filho morto. Foto: DB/Banda B

Já passava das 22 horas desta quarta-feira (13) quando um disparo de arma de fogo atingiu a cabeça de Ademir Dias da Cruz, 29 anos, na Vila Nova Jardim Osasco, em Colombo, na região metropolitana de Curitiba. Ele é morador da região e a mãe estava inconformada no local, dizendo saber quem é o assassino. Não há informações sobre a motivação nem o paradeiro do atirador. A irmã da vítima foi encontrada morta há 10 dias. A polícia vai investigar se os crimes têm relação.

De acordo com testemunhas, Cruz estava sentado em frente a um bar, na rua Rio Araguaia, tomando cerveja, quando um homem – sem dizer nada – atirou contra ele. O Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) foi acionado, mas a vítima já estava morta. “O dono do bar contou a versão de muitas testemunhas. Temos poucas informações, principalmente, porque a região é complicada e conhecida pelo tráfico de drogas, ninguém quer contar muita coisa”, disse o cabo Ranulfo.

A família de Cruz esteve no local e a mãe estava em estado de choque. Eles contaram à Banda B, sem gravar entrevista, que a irmã do rapaz foi encontrada morta em Almirante Tamandaré há 10 dias. Eles não quiserem se manifestar sobre o ocorrido, nem dar mais detalhes. A vítima não tinha passagens pela polícia e o corpo foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba. O caso será investigado pela Delegacia Central de Colombo.