O assalto a uma loja de surf no Centro de São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, terminou com três suspeitos presos, um menor de idade apreendido e uma vítima baleada na perna, nesta segunda-feira (4). Detalhe no caso é que os mandantes do assalto deram baixa no exército brasileiro há quatro dias, onde, de acordo com informações preliminares, teriam planejado o crime, já que estavam lotados no mesmo batalhão.

Antônio Nascimento – Banda B
Dois dos suspeitos saíram do exército recentemente

A prisão dos suspeitos foi realizada pela Guarda Municipal (GM) de São José dos Pinhais logo depois do crime na Rua XV de Novembro. Os bandidos invadiram a loja de surf e atiraram contra um funcionário que tentou se esconder no banheiro, conforme contou Édson Rozário, coordenador da GM.

“Logo pela manhã quando os funcionários chegavam para trabalhar foram abordados pelos suspeitos. Eles fizeram os funcionários de refém e fugiram levando skates, roupas e mochilas. Um dos trabalhadores tentou se esconder no banheiro e foi baleado na perna. Eles colocaram todo o equipamento em um Fiat Idea que estava no nome de um dos suspeitos, que era cabo do exército”, contou o coordenador.

Segundo Rozário, informações de testemunhas foram fundamentais na prisão dos suspeitos. “Recebemos denúncias porque o roubo aconteceu em uma região movimentada e fomos atrás deles. Logo depois da fuga efetuamos a prisão em um excelente trabalho de todos os guardas municipais envolvidos”, destacou.

Baixa do exército

O que chamou a atenção no caso foi o envolvimento de dois jovens que há quatro dias tinham dado baixa no exército. Luiz Henrique Borges Negrão, de 20 anos, era soldado e Wellington Nascimento, de 21, era cabo. Além deles, foi preso Estiviel de Souza, de 21 anos, e foi apreendido um adolescente de 17.

No assalto, os suspeitos usaram dois revólveres. O trabalhador que foi baleado está internado no Hospital de São José dos Pinhais, sem risco de morte.