Da Redação

Policiais civis da Divisão Estadual de Narcóticos (DENARC) – Núcleo Ponta Grossa, prenderam, no fim da tarde de segunda-feira (15), quatro pessoas por tráfico de drogas e associação ao tráfico.

DENARC

Equipamentos e drogas apreendidos com os suspeitos (Foto: Polícia Civil)

Os investigadores possuíam a informação de que haveria grande quantia de entorpecentes em uma residência localizada no Bairro Palmeirinha. Assim, foi realizada campana no local e avistado o momento que o jovem Bruno Leonardo Inglez Miranda chegou na casa. Os policiais, então, realizaram a abordagem e encontraram com o mesmo a quantia de 100 gramas de crack e R$ 145,00 em dinheiro.

Assim, os policiais adentraram na residência e localizaram no interior de uma bolsa mais 800 gramas de crack e 400 gramas de cocaína. Em buscas no interior de um dos quartos foram encontrados  cerca de R$ 7.000 em dinheiro, provenientes do tráfico de drogas.

Diante dos fatos, a proprietária da casa, identificada como sendo Juliana Migliorini foi presa em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

No momento em que os policiais estavam em diligências, o chefe da quadrilha, identificado como sendo Gleberson Ricardo dos Santos, vulgo Paulista, ligou para Juliana e afirmou que logo passaria receber o dinheiro arreacadado com o tráfico de drogas.

As investigações, que duraram cerca de dois meses, apontavam “Paulista” como o grande fornecedor de entorpecentes para demais traficantes, movimentando elevadas quantias de drogas por semana, e tinha Juliana como sua “gerente do tráfico”.

Assim que “Paulista” chegou na residência com seu veículo Peugeot 307, foi abordado e preso em flagrante por tráfico de drogas e associação ao tráfico. Paulista já possui duas passagens por roubo.

Segundo o Delegado da DENARC, Eduardo Machado de Oliveira, “Paulista” residia em Curitiba e movimentava elevadas quantias de dinheiro com o tráfico de drogas na cidade de Ponta Grossa.

Na ação, foram presos Bruno Leonardo Inglez Miranda, Juliana Migliorini Batista, Gleberson Ricardo dos Santos e Maurinei Alves dos Santos, e apreendidos aproximadamente 900 gramas de crack, 400 gramas de cocaína, uma balança de precisão, diversos celulares, um veículo Peugeot 307 e um veícul Golf.

O delegado Eduardo ressalta que a quantia de crack apreendida poderia render até 3.600 pedras, as quais são vendidas a R$ 10,00 cada. Cada grama de cocaína, por sua vez, é vendido por R$ 50,00 reais. A droga está avaliada em aproximadamente R$ 56.000,00.

Os presos foram encaminhados à Cadeia Pública Hildebrando de Souza, onde aguardam à disposição da Justiça.

Quem tiver informações sobre o tráfico de drogas na região dos Campos Gerais pode ligar para o DENARC – Núcleo Ponta Grossa no telefone (42) 32294485.