Da Polícia Civil

Policiais civis da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV) prenderam, nos últimos dias, seis integrantes de uma quadrilha de assaltantes de carro que tinha como sede e esconderijo para os veículos um apartamento de cobertura na Rua Dom Pedro II, no Batel, em Curitiba. No momento da prisão, a quadrilha havia acabado de roubar uma caminhonete Amarok, imediatamente encaminhada para o esconderijo. Junto com a caminhonete, os policiais recuperaram outros dois carros roubados, uma Kombi e um Fluence.

Segundo o delegado-titular da DFRV, Cassiano Aufiero, a quadrilha deixava por alguns dias os veículos no estacionamento do apartamento, que possuía duas vagas de garagem, e alugava mais uma vaga para abrigar sempre três carros roubados por vez. “Eles substituíam as placas originais dos veículos por outras de clones, assim não levantavam suspeitas por parte do síndico e demais moradores, que estranhavam a grande rotatividade de veículos, mas nunca viam nada suspeito”, informou o delegado.

Aufiero estima que a quadrilha roubava de 15 a 20 veículos por mês. Por serem jovens, os suspeitos aparentavam ser estudantes, recebendo os veículos, que fingiam ser de amigos, e repassavam a receptadores.

“Por ser uma investigação recente, ainda não fechamos sobre todas as possibilidades de destino destes veículos, mas acredito que estes jovens possam estar ligados a quadrilhas de estelionatários, face a documentação falsa encontrada com eles”, afirmou Aufiero.

Entre os objetos apreendidos com a quadrilha estão quatro chaves de veículos possivelmente roubados por eles, documentação falsa (CNH, contas de luz, etc), munição calibre 380 e uma pequena quantidade de cocaína.

Os presos responderão por roubo qualificado, porte ilegal de munição e adulteração de sinal identificador de veículo automotor.

Estão presos Álvaro Henrique Marcondes Bernardo, 20 anos, Bruno Luiz Cordeiro, 26 anos, Guilherme Rodrigo Pingerno Bello, 22 anos, Jean Chemin Onyszkiewicz, 21 anos, Bruno da Costa, 18 anos e Gelvane Roberto de Souza, 23 anos.

“Um sétimo jovem integrante da quadrilha já foi identificado. Será solicitada a prisão dele nos próximos dias”, concluiu Aufiero.