Por Elizangela Jubanski e Luiz Henrique de Oliveira 

Uma ligação foi crucial para a prisão de quatro suspeitos em arrombar e assaltar chácaras na zona rural de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. Com um bandido ferido em um confronto, a quadrilha ligou para um celular de uma comparsa, que estava sob domínio da Guarda Municipal. Eles marcaram um ‘encontro’ e foram presos em flagrante. Entre eles, duas mulheres.

A operação da GM começou na noite de sexta-feira (6) com a informação de que o carro usado nos assaltos estava estacionado próximo a um mercado na BR-376. Ao todo, de acordo com o guarda Jacomel, em entrevista à Banda B, cinco assaltos a residências e chácaras acontecem em uma semana na região da Colônia Malhadas. “Essa operação aconteceu porque tivemos a participação efetiva dos moradores com informações sobre a quadrilha”, contou.

Na abordagem realizada neste veículo uma mulher estava na direção e disse não saber de quem era o carro e porque estava parada. “Ela disse que estava esperando três colegas que já estavam chegando”, contou o guarda Jacomel. Nessa hora, moradores disseram que a duas quadras dali, três homens – reconhecidos como os invasores das chácaras – andavam em direção ao veículo. Os guardas fizeram a abordagem no trio e eles reagiram disparando tiros contra a viatura. Houve confronto e um deles foi baleado. Os três conseguiram fugir e a mulher foi detida.

Há duas horas em rondas na região outro morador acionou a GM, por volta das 2 horas de sábado (7), para informar que homens estavam escondidos em um barracão da propriedade dele. Neste local, os guardas encontraram o suspeito baleado, agonizando. O Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) foi acionado e o suspeito foi levado ao Hospital Cajuru, em estado grave.

De acordo com a GM, o suspeito ferido contou onde os comparsas se escondiam e planejavam os roubos: em uma casa no Jardim Carmen, próximo da residência das vítimas. Em patrulhamento, os guardas encontraram outra mulher ‘cuidando’ da residência apontada pelo ferido.  Roupas, calçados, produtos eletrônicos, entre outros objetos, foram apreendidos dentro da casa. Há fortes indícios de que os produtos eram roubados.

Enquanto guardas questionavam a origem dos produtos com a suspeita encontrada dentro da casa, o celular dela recebeu uma ligação: eram os integrantes da quadrilha querendo informações sobre o bandido baleado. A comparsa foi obrigada a marcar um ‘encontro’ com o grupo, que acabou detido em flagrante pelos guardas municipais.

Quatro suspeitos estão presos na Delegacia de São José dos Pinhais e um bandido está baleado e sob escolta policial. Moradores devem fazer o reconhecimento dos criminosos na tarde desta segunda-feira (9). Outros dois elementos que conseguiram escapar são procurados.