A teoria da libertação, pregada pelos punks, contra a teoria do conservadorismo, pregada pelos skinheads. Esta é a motivação para o assassinato de César Roberto, o Lagarto, na madrugada deste domingo (17), de acordo com o delegado Rubens Recalcatti, da Delegacia de Homicídios de Curitiba (DH). A faca usada no crime foi encontrada no final da manhã de hoje, próximo ao local em que o punk foi assassinado.

Para o policial, o crime aconteceu no local taxado por ele como o ‘Centro do Inferno’. “Esse quadrante de Curitiba, que envolve o alto São Francisco, é o Centro do inferno na madrugada. Tudo que é ruim você encontra lá. Ele foi perseguido e tentou se esconder em um bar, mas ali os indivíduos o cercaram e deram uma facada no pescoço. Pelo que sabemos, ele tinha uma banda e costumava tocar no Centro”, afirmou o delegado à Banda B.

Recalcatti falou com pesar sobre a motivação do crime. “Enquanto um grupo prega a teoria da libertação, o outro quer o conservadorismo, e por isto eles se matam. Algum tempo atrás tivemos prisões de casos envolvendo estas gangues e a DH vai agora trabalhar em mais este caso. Espero que estes grupos parem por aí”, afirmou o delegado.

A faca foi recolhida a Delegacia de Homicídios e ao Instituto Médico Legal de Curitiba (IML) para passar por exames perícias e até mesmo serem colhidas amostras de DNA.