O punk César Roberto, o “Lagarto”, de 24 anos, assassinado durante a madrugada de domingo (17) no Centro de Curitiba por um grupo de skinheads, era filho de um policial civil aposentado, segundo o delegado Rubens Recalcatti, da Delegacia de Homicídios de Curitiba (DH). “Infelizmente é mais um fato a ser lamentado nesta história”, resumiu o delegado.

Recalcatti afirmou na manhã desta segunda-feira (18) à Banda B que a DH já tem informações importantes sobre o caso. “Não temos duvidas que o choque de teorias (conservadorismo x libertação) foi a motivação deste crime. Só temos a lamentar este fato, mas em breve vamos prender os responsáveis”, disse.

O crime

“Lagarto” foi assassinado por um grupo de skinheads no final da madrugada de domingo (17), no Centro de Curitiba. O caso aconteceu em frente a um bar na Rua Trajano Reis. Segundo a DH, os skinheads abordaram o punk e sem conversa deram um golpe de faca no pescoço dele. A arma usada no crime foi encontrada horas depois pela polícia.