Foto: Bruno Henrique/Banda B
Ao todo, 14 presos furgiram da delegacia superlotada

Catorze presos fugiram da Delegacia de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, na madrugada desta segunda-feira (4). A contagem foi feita logo em seguida à fuga, que aconteceu no final da madrugada. Os detentos escaparam através da grade de ventilação, localizada no teto de uma das celas. Assim que saíram no quintal da delegacia, eles pularam os muros de vizinhos e conseguiram escapar.

A delegacia de São José dos Pinhais tem capacidade para 33 presos e abrigava 111 no momento da fuga. Em novembro, 29 presos já haviam escapado desta mesma delegacia. Eles serraram a grade de uma das galerias onde fica parte dos detentos da divisão policial e fugiram por uma área com pouca visibilidade. A fuga também foi durante a madrugada e os quatro policiais de plantão conseguiram impedir a fuga de outros 20 presos.

No último dia 7, um grupo teria arquitetado uma tentativa de fuga que na hora H deu errado. Eles abriram um buraco no teto da carceragem e por pouco não conseguiram a liberdade.

A delegacia chegou a ser interditada pela justiça no início do ano, mas pela falta de vagas para novos presos, a interdição foi suspensa. Até o fechamento desta reportagem nenhum preso havia sido capturado.

Transferência

No último dia 18, vinte condenados foram transferidos da delegacia de São José dos Pinhais. Eles foram para a Casa de Custódia, em Piraquara. Na época, o superintendente Clóvis Pinheiro, apostava em calmaria na DP, o que nãos e confirmou. “São pessoas condenadas e que vinham agitando várias tentativas de fuga na delegacia. Com certeza teremos uma calmaria por aqui agora”, destacou no dia 18.