Dois homens foram presos em flagrante acusados de tráfico de drogas nesta terça-feira (19) no bairro Tatuquara, em Curitiba. De acordo com o delegado Hertel Reiben, do 13° Distrito Policial, Felipe Bordignon Lopes, de 25 anos, e Regimar da Silva Proença, de 27, inovaram e criaram a maconha transgênica, chamada de “cabral”: maconha + crack.

Reiben identificou os suspeitos como “Maconhocultores”, tamanha a vontade deles em inovar e criar uma erva diferenciada. “Eles eram verdadeiros cientistas. Faziam experiências tentando melhorar a maconha e até potencializar seu efeito. Mas agora acabou a farra deles”, iniciou o delegado.

“Ao todo foram apreendidos 1,2 Kg de maconha e aproximadamente 50 pedras de crack. Eles eram investigados pelo tráfico na região do Tatuquara e uma equipe nossa de binóculo flagrou o momento em que eles vendiam drogas a um usuário”, complementou.

Os suspeitos foram autuados em flagrante e estão agora à disposição da justiça.