Bruno Henrique – Banda B
Cristiano está preso na carceragem da DH

Está detido na carceragem da Delegacia de Homicídios de Curitiba (DH) Cristiano Airton Dutra da Silva, de 23 anos, suspeito de tentar matar quatro pessoas da mesma família durante uma festa de aniversário no bairro Caximba, em Curitiba, no início do ano. Morreram no atentado: Regiane dos Santos Andrade, de 21 anos, e o pai dela, Artur Tavares, de 51. Sobreviveram e já receberam alta do hospital: Eliane dos Santos Andrade, de 43, esposa de Artur, e Rafael dos Santos Andrade, de 14, filho do casal.

O crime aconteceu no dia 13 de fevereiro no bar da Nani, propriedade de Eliane, na Invasão Sapolândia. De acordo com o delegado Cristiano Quintas, da DH, o suspeito é alguém perigoso e o crime foi motivado por vingança. “Este rapaz é membro de uma quadrilha que aterroriza a região da Sapolândia e o que aconteceu ali tem tudo haver com a criminalidade”, contou.

O delegado destacou que o suspeito foi preso na semana passada pela Polícia Militar com drogas, um carro roubado e munição. “Ele também é envolvido com venda irregular de lotes. Foi preso na semana passada depois de um assalto e já pedimos pela sua transferência para cá, para aprimorarmos nossas investigações”, contou o delegado.

Quintas informou que os dois sobreviventes do atentado já receberam alta do hospital e inclusive, por segurança, mudaram da casa em que sofreram o atentado. “Agora nós estamos atrás de outros envolvidos na situação, porque certamente o Cristiano não agiu sozinho. Teremos novidades em breve”, concluiu.