Da redação com Folha de Campo Largo

Dionatan Mendes de Quadros, preso envolvido na morte do superindentende Marcos Gogola, de Campo Largo, teve o braço amputado nessa quarta-feira (11).

O criminoso foi capturado e baleado na última quinta-feira (12), depois do atentado ao superintendente. Dionatan passou por cirurgia no mesmo dia. Ele levou três tiros que atingiram o antebraço, ombro e perna. O braço teve que ser amputado.

Dionatan continua internado no Hospital Nossa Senhora do Rocio.