Por Luiz Henrique de Oliveira
O soldado Carlos Murilo Galina, do 17° Batalhão da Polícia Militar (17°BPM), lotado em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, morreu no Hospital Nossa Senhora do Rocio, na manhã desta terça-feira (26). Durante a madrugada, ele foi baleado pela esposa, de 26 anos, na casa do casal, na Av. Brasil, em Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba.

soldadomurilo

Soldado Murilo era do 17°BPM (Foto: Reprodução Giro 190)

Conhecido no 17°BPM como soldado Murilo, o policial foi morto com tiros disparados pela própria arma, possivelmente após uma crise de ciúmes de sua mulher. Ela confessou o crime e foi presa em flagrante pela PM, sendo encaminhada à Delegacia de Campo Largo, onde permanece detida.

O perfil Giro190 no facebook, que traz informações diárias sobre as ocorrências policiais em São José dos Pinhais, escreveu um post sobre a morte de Murilo.

Confira abaixo:

É com imenso pesar que informamos o óbito de mais um irmão que se vai, mais um integrante da família PMPR. Sd Murilo, até hoje havia conquistado não só o respeito dos amigos como a admiração pela sua força de vontade e guarra no serviço, com pouco tempo de serviço, já havia conquistado o Braçal da ROCAM “Rondas Ostensivas com apoio de Motos” e trabalhava feliz combatendo a criminalidade nas ruas mas, nem tão pouco sabia que o seu maior inimigo estava dentro de sua casa, dentro de quatro paredes, sua esposa, isso mesmo, Sd Murilo foi vítima de um disparo de arma de fogo efetuado pela sua própria mulher após uma discussão.

A mulher pegou a arma do Policial sem que ele percebesse e acabou apontando para o peito do Jovem Guerreiro, que sem chance alguma conseguiu se defender de um tiro que acertou seu peito, pouco abaixo do coração, à queima roupa, ele perdeu muito sangue, só não foi atingido por mais vezes porque a arma acabou travando por falta de conhecimento da mulher sobre a arma. O bravo guerreiro acabou sendo encaminhado na noite de ontem para o PS de Campo Largo, aonde já chegou em estado gravíssimo pela perda de aproximadamente 4 litros de sangue, teve de três a quatro paradas cardíacas e, no início da manhã de hoje resolveu nos deixar.

Notícia Relacionada:

Mulher de policial pega arma do marido e atira três vezes contra ele; depois, se arrepende