DFRV
Os dois correram depois dos disparos em diração a Av. Visconde de Nacar

A polícia já sabe que o ex-prefeito de Curitiba Saul Raiz foi baleado no último sábado por dois jovens, com idade entre 18 e 20 anos. Os dois fugiram da Av. Visconde de Nacar em um Fiat Stilo, que dava cobertura, e um deles vestia a camisa dos Corinthians, conforme mostram imagens de câmeras de segurança da rua Visconde Nacar, onde ocorreu a tentativa de assalto. Estas informações foram divulgadas nesta segunda-feira (18) pelo delegado Renato Figueroa, da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos de Curitiba (DFRV), responsável por investigar o caso.

As imagens mostram um Fiat Stilo, que dava cobertura aos bandidos, passando pela rua às 16h52. Um minuto depois, às 16h53, os dois assaltantes aparecem correndo na mesma direção. Eles tinham acabado de balear Saul Raiz.

“Todas estas informações conseguimos por conta do testemunho de pessoas que viram a situação, mas o fundamental são imagens das câmeras de segurança de um hotel que comprovam que de fato aconteceu desta forma. Eram dois jovens, um deles com a camisa do Corinthians. Eles fugiram em um Fiat Stilo conduzido por uma terceira pessoa que lhes dava cobertura”, descreveu o delegado Figueroa.

Com esta informação, a DFRV espera em breve elucidar o caso por completo, prendendo os envolvidos no crime. “É um caso que chama a atenção por conta da maneira que ocorreu. Logo teremos novidades”, concluiu o policial.

O assalto

Raiz estava dentro de sua caminhonete, diante de uma obra que está construindo, na rua Visconde de Nácar, quando começou a arrancar com o carro e ouviu um grito de “Pare”. Mesmo assim, ele resolveu continuar e foi baleado com três tiros. As balas atingiram o ombro e uma das mãos. Mesmo baleado, ele conseguiu dirigir até o Hospital São Vicente.

Omissão de socorro

A prefeitura de Curitiba e o Ministério Público do Estado do Paraná (MP-PR) vão investigar qual foi a conduta adotada pelo Hospital São Vicente ao negar atendimento ao ex-prefeito Saul Raiz, 83 anos, que chegou ao hospital baleado após uma tentativa de assalto no sábado à tarde. Raiz chegou no hospital, localizado na rua Vicente Machado, dirigindo o seu próprio carro. A partir daí, há duas versões do que teria ocorrido.

A direção do hospital afirma que ele sequer foi retirado do carro e um médico teria orientado que o ex-prefeito fosse encaminhado até o Pronto-Socorro do Hospital Evangélico, preparado para atender esse tipo de ocorrência.

Já o manobrista do estacionamento do hospital, Gerson de Lima, disse em entrevista exibida pela Revista RPC, que colocou o ferido na cadeira de rodas e o levou para a entrada do hospital. Lima conta que os atendentes do hospital, ao verem Raiz, falaram que não tinham como atender aquela situação. “Nem colocaram a mão nele. Nenhum médico olhou”, conta Lima. Ele colocou luvas cirúrgicas e levou Raiz baleado de volta para o carro, o conduzindo até o Evangélico.

DFRV
Fiat Stilo deu cobertura à dupla