Da Polícia Civil

A Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) de Curitiba, elucidou um crime de assalto a residência, em que o suspeito, um homem 37 anos, violentou sexualmente a vítima. O homem teve seu mandado de prisão preventiva cumprido na manhã desta segunda-feira (12) – ele já se encontrava preso por furto qualificado e receptação.

estupro

(Foto: Divulgação Polícia Civil)

O crime aconteceu no dia 22 de setembro deste ano, por volta das 15 horas, em uma residência, situada no bairro Uberaba. A vítima, uma engenheira de 26 anos, foi surpreendida pelo suspeito, assim que chegou em casa. O homem estava armado e agrediu mulher com diversas coronhadas. A ação criminosa durou aproximadamente 40 minutos. Além das coronhadas, o homem também sufocou a vítima e a violentou sexualmente. O suspeito roubou um celular e cerca de R$2 mil em dinheiro.

De acordo com o delegado adjunto da especializada, Emmanoel David, a equipe investiga o crime desde a sua ocorrência. “Contamos com o apoio do Instituto de Identificação do Paraná (IIPR) para a confecção de um retrato falado e através disso foi possível chegar até o suspeito – que foi reconhecido sem dúvidas pela vítima”, ressalta.

O delegado afirma que o homem é uma pessoa extremamente violenta e fria. “Ele tem uma extensa ficha criminal, em 2009 o suspeito foi preso em flagrante por furto, em março deste ano foi preso por tráfico de drogas e em outubro foi preso em flagrante por furto qualificado e receptação”, conta.

O homem responderá pelos crimes de roubo agravado e estupro. Se condenado poderá pegar até 20 anos de prisão em regime fechado.