Investigadores da Delegacia de Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba, prenderam nesta terça-feira (26) Jean Luis Carvalho e Silva, de 25 anos, um dos acusados de cometer um triplo homicídio em dezembro do ano passado no bairro Jardim Weissópolis. A motivação do crime seria uma disputa por um ponto de tráfico de drogas, já que uma das vítimas comandava o esquema na região.

Divulgação
Suspeito foi preso com a arma do crime

Morreram naquele dia 8 de dezembro: Dalton Barra Pereira, de 22 anos, Willian Douglas Mendes, de 20, e Bruno de Souza Jesus, de 22. “Segundo os levantamentos iniciais apuramos que indivíduos em um Ford/Fiesta, de cor azul, teriam abordado as vítimas e efetuado diversos disparos de arma de fogo, não lhes restando a mínima chance de reação”, iniciou o delegado Fábio Amaro, da Delegacia de Pinhais.

“Após os trabalhos de investigação realizados pelos policiais, chegou-se a informação de que os autores do crime eram pertencentes a uma gangue envolvida com o tráfico de drogas e o motivo dos homicídios seria a intenção em dominar a “boca de fumo” que uma das vítimas seria o detentor”, complementou o delegado.

A arma usada nos assassinatos foi apreendida dias após o crime com Jean. “Um laudo do Instituto de Criminalística apontou com 100% de certeza que os tiros que mataram duas das vítimas foram disparados pelas armas apreendidas com o Jean”, descreveu o delegado Fábio Amaro à Banda B. “Por este motivo foi pedida a prisão preventiva deste suspeito. Agora queremos encontrar os outros envolvidos neste bárbaro crime”, concluiu o policial.

Se for condenado, Jean poderá pegar uma pena de 36 a 90 anos de reclusão.