Lindiane estava desaparecida desde dezembro do ano passado

 

Um homem de 39 anos foi preso neste domingo (15), em Itajaí, Santa Catarina, suspeito de matar Lindiane Navarro Corrêa, em Curitiba. A mulher tem dois filhos e é dada como desaparecida desde o dia oito de dezembro. A informação é que o marido teria ocultado o corpo dela, que até agora não foi encontrado.

O homem foi flagrado no litoral catarinense em um Renault Grande Tour e, ao ser abordado, apresentou CNH (Carteria Nacional de Habilitação) falsa. Ele foi levado à Polícia Federal, para então ser transferido à Polícia Civil de Curitiba.

Segundo o investigador Damasceno, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o suspeito estava sendo monitorado. “Tínhamos informação que ele estava usando documentos falsos, já que era foragido da Justiça, uma vez que tinha a prisão decretada, também por um crime de roubo. Foi feita a abordagem e ele preso “, descreveu à Banda B.

Desaparecimento

A mulher desapareceu em dezembro do ano passado na casa em que morava com o suspeito, no bairro Abranches. O homem tratava a vítima com agressividade, em um relacionamento abusivo.

“Naquela ocasião, a mulher disse por uma mensagem que iria a um pesque e pague, mas a família já desconfiou pela escrita no celular, que não seria dela. A partir dai, o suspeito pegou os dois filhos, um que é dele com ela, de três anos, e outro fruto de um relacionamento anterior, de sete anos, e os levou à casa das sogras, sumindo em seguida”, destacou.

Segundo o investigador, não há qualquer pista de onde possa estar o corpo de Lindiane. “Não se tem nenhuma pista sequer e nem indícios do que pode ter acontecido. Ele é a pessoa que pode esclarecer o que de fato aconteceu. De início negou o crime, afirmou que amava a mulher, mas nós sabemos que trata-se de uma pessoa possessiva, agressiva e ciumenta, com histórico de agressão a uma ex-companheira”, disse.

O suspeito deverá ser transferido em breve à DHPP, onde será ouvido pelos policiais.