Da Redação com Polícia Civil

Policiais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) prenderam o “Pelé das Facas” no bairro Pinheirinho, em Curitiba, na tarde desta quinta-feira (13). Edson Nascimento, de 31 anos, é acusado de matar a facadas Jair Rocha de Oliveira, 47, no dia 19 de setembro.

pele-das-facas(Foto: Antônio Nascimento – Banda B)

Segundo a Polícia Civil, ele vivia ameaçando os moradores da Vila Pluma, onde vivia, com as facas que possuía. Pela rara habilidade com objetos perfurocortantes e por ser homônimo do “Rei do Futebol”, a ação policial que culminou com a prisão de Nascimento foi batizada Operação Pelé das Facas.

O delegado Cristiano Quintas, titular da 4.ª Delegacia de Homicídios da cidade, explicou que a vítima trabalhava num bailão no Pinheirinho e foi morto por Nascimento tendo o corpo abandonado às margens da BR-116. “Por ser usuário de drogas, ele sempre pedia uma pedra de crack ou até mesmo um cigarro para quem passava perto dele no bairro onde morava e mostrava que estava armado com a faca”, contou Quintas.

No dia do homicídio, uma equipe da DHPP se deslocou até o local do crime e conseguiu levantar a informação de que o autor seria um homem com os apelidos “Tica” e “Tiquinho”. “Demoramos alguns dias, mas conseguimos descobrir o nome. Pedimos a prisão ao Poder Judiciário, que deferiu nosso pedido e nos concedeu mandado de prisão temporária, cumprido com êxito na tarde de quinta”, explicou o delegado.

Nascimento não tinha antecedentes criminais, mas, durante a investigação, a DHPP descobriu que há cerca de um mês ele desfigurou completamente o rosto da esposa usando um gargalo de garrafa. “Nós ficamos sabendo disso e encaminhamos a mulher para registrar o crime na Delegacia da Mulher. Então, além do homicídio, Nascimento vai responder também por violência doméstica”, explicou Quintas.

Outro

Durante a operação, os policiais da DHPP encontraram Luan de Souza Penso Paes, de 26 anos, no mesmo beco onde prenderam Nascimento. A documentação foi checada e a polícia descobriu que ele tinha contra si um mandado de prisão em aberto por roubo. “O prendemos de pronto e o trouxemos aqui para DHPP”, contou Quintas.

luan(Foto: Antônio Nascimento – Banda B)