Por Elizangela Jubanski e Bruno Henrique

crimedentro (1)

Jovem foi morto durante a tarde com mais de dez tiros. Foto: JC/Banda B

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) já sabe quem foi o autor do crime contra o jovem de 22 anos, assassinado no início da tarde desta terça-feira (5) na avenida Sete de Setembro, próximo a Praça do Japão, no bairro Batel, em Curitiba. Kelvin Grieger foi ferido com cerca de dez tiros de pistola ponto 380. A motivação do crime teria sido um desacordo comercial. Câmeras de segurança de vários pontos na região auxiliaram a equipe de investigação.

sete-suite-des

Quando mais novo, vítima lutava taekwodo. Foto: Reprodução

O delegado Dirceu Schactae da DHPP confirmou à Banda B sobre a motivação e também descartou qualquer ligação com a luta que a vítima praticava. “Já sabemos, mas ainda optamos em esperar para divulgar o nome. Até o fim de semana vamos elucidar esse caso. O fato de ele lutar taekwodo não tem relação com o crime. O que aconteceu é que o autor sabia que ele praticava lutas e que não teria vantagem sobre a vítima. Por isso, decidiu já ir armado”, descreveu. Quando mais jovem Kelvin competiu nos Jogos da Juventude na modalidade de Taekwodo. Ele terminou em 4° lugar na categoria acima de 78 kg em 2008.

Ainda, de acordo com o delegado, testemunhas de um estacionamento serão ouvidas na tarde de hoje. Familiares também prestaram depoimento à Polícia Civil.

O envolvimento com as drogas inicialmente cogitado, está completamente descartado. O delegado afirma que o crime foi praticado com muita raiva. “Para efetuar mais de dez tiros na rua, tamanha raiva, sem medo, em pleno dia. Esse suspeito vai responder por homicídio qualificado”, completou.

O corpo do jovem está sendo velado no bairro Uberaba, onde também será sepultado.

Notícia Relacionada:

Jovem assassinado no Batel é identificado; polícia tenta entender o que aconteceu