Policiais civis do Núcleo Metropolitano da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) prenderam dois traficantes e fecharam o drive thru de entorpecentes que estava funcionando às margens da BR-27, em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

Juarez de Araújo, 37 anos, e Robson Cunha de Meira, 28 anos, foram capturados por volta das 12h da última quarta-feira (15). Com eles foram apreendidos 1,2 quilo de maconha, 129 pedras de crack, uma outra pedra de crack grande com 80 gramas e 300 gramas de cocaína pura. “Essa cocaína ainda seria misturada com outros produtos para depois ser vendida. Por ser pura, só essa quantidade de cocaína vale cerca de R$ 15 mil”, explicou o delegado titular do Núcleo Metropolitano da Denarc, Guilherme Rangel.

Rangel destacou que a ação policial aconteceu graças a uma denúncia anônima. “É importante mais uma vez salientar o apoio que a população nos dá no combate ao tráfico. Essas prisões aconteceram graças às denúncias. Nós estamos prontos para recebê-las. Quem puder nos ajudar a colocar mais traficantes na cadeia pode entrar em contato com a Denarc pelo (41) 3270-1700”, disse o delegado.

Rangel destacou que os bandidos agiam como se fosse um drive thru realmente. “Eles ficavam em um terreno próximo à BR e quando chegava um usuário, eles iam até o acostamento para atendê-lo sem que ele precisasse sair do carro”, contou Rangel.

Facilidade

Drive thru é um serviço de vendas de produtos, normalmente alimentos fast food, que permite ao cliente comprar o produto sem sair do carro. Drive thru é uma corruptela da expressão drive-through (com semelhante pronúncia) que significa literalmente “através do carro”.

O drive thru foi inventado em 1931 pelo norte-americano Royce Hailey, quando o seu chefe disse que “as pessoas com carro são tão preguiçosas que não querem sair de dentro dele nem para comer”. Uma frase crucial para despertar a ideia em Hailey de possibilitar aos clientes da lanchonete onde trabalhava, comprar os alimentos sem terem que sair do automóvel. Uma invenção que fez bastante sucesso e foi adotada por grandes redes de lanchonetes em todo o mundo.

O serviço drive thru também é adotado por empresas de outros ramos de atividade, por exemplo, bancos e farmácias. “A ideia de facilitar a vida de quem compra é boa, só que no mundo do crime ela não deu e nem vai dar certo, porque nós da Denarc e toda a Polícia Civil vai fazer de tudo para não deixar”, disse Rangel.