A polícia federal dos Estados Unidos anunciou hoje (27) a prisão de um homem acusado de ter conexão com as cartas envenenadas enviadas ao presidente Barack Obama e duas outras autoridades. Everett Dutschke foi preso em sua casa no Mississippi.

Na terça-feira, os promotores retiraram as acusações contra outro homem do Mississippi suspeito de enviar as cartas com ricina, um veneno letal. O primeiro homem detido alegava ter sido vítima de um plano para incriminá-lo. Além de Obama, as cartas foram enviadas para um senador e um juiz.