Por Luiz Henrique de Oliveira

irrmao preso

Bruno está preso à disposição da Justiça (Foto: Divulgação)

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) esclareceu o assassinato de Guilherme Fidler de Sene, de 20 anos, que aconteceu em fevereiro deste ano no bairro Cajuru, em Curitiba. Os autores foram os irmãos Bruno Frederico Cocenza, de 19 anos, e Bryann de Paula Cocenza, de 21. O primeiro está preso e o segundo foragido. O detalhe é que a vítima assassinada não era o alvo dos dois.

irmaoforagido

Bryann está foragido e polícia quer ajuda para prendê-lo (Foto: Divulgação)

“Eles foram atrás de outro rapaz que acabou baleado, mas sobreviveu. A vítima foi atingida apenas por estar lá. A bronca envolvia a divisão do dinheiro de um assalto praticado por eles”, contou à Banda B, nesta quarta-feira (3), o delegado Fábio Amaro, da DHPP.

Bruno Frederico foi preso em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. “Agora os nossos esforços são para a prisão do Bryann. Ele está foragido e com a imagem sendo divulgada na imprensa acredito que teremos êxito em localizá-lo”, concluiu Amaro.

Qualquer informação sobre o foragido pode ser passada à DHPP, de maneira anônima, no telefone 0800-6431121.

Notícia Relacionada:

Jovens são surpreendidos em praça por trio armado; um morreu na hora e outro foi socorrido