A Polícia Civil capturou durante esta segunda-feira (25) 32 dos 63 presos que fugiram do 4.º Distrito Policial de Londrina, no início da noite do último domingo (24). Segundo a polícia, todas as equipes da 10.ª Subdivisão Policial de Londrina, que não envolve apenas a cidade, mas outros municípios da região, estão nas ruas em busca dos foragidos.

De acordo com o delegado Julio Reis, titular da Divisão Policial do Interior (DPI), as carceragens de todo o Estado passam por um período de transição de comando da Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp) para Secretaria de Estado da Justiça (Seju). Em alguns casos, agentes carcerários contratados pela Seju são enviados às delegacias para vigiar os presos. Em outros, todo o prédio com carceragem é encaminhado para tutela da Seju. Em Londrina, por exemplo, a carceragem do 2.º DP passou a ser responsabilidade da Seju. Com isso, algumas outras carceragens, como a própria do 4.º DP, acabaram recebendo mais presos.

Segundo ele, esta é uma situação provisória, que está sendo solucionada com a ampla participação da Seju na guarda dos presos, deixando com que os policiais civis possam cumprir suas funções originais de Polícia Judiciária.

A fuga

Um grupo armado invadiu o 4º DP e libertou 61 presos por volta das 19 horas de domingo (24). Segundo a polícia, sete homens, armados com pistolas e revólveres, entraram pelos fundos da delegacia e renderam os carcereiros de plantão.