Da PF

A Polícia Federal (PF) participou do Exercício Simulado de Ameaça de Bombas (ESAB), nesta quinta-feira, (30) no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. O exercício – previsto no Programa Nacional de Segurança da Aviação Civil Contra Atos de Interferência Ilícita (PNAVSEC) – é aprovado pelo Decreto nº 7.168/2010 e conta com a participação de instituições públicas e privadas que compõem a comunidade aeroportuária.

Durante o ESAB, a Assessoria de Avaliação de Risco (AAR) – composta por membros da segurança aeroportuária – avalia uma ameaça de bomba, para decidir sobre o acionamento do Grupo Especializado em Bombas e Explosivos do Departamento de Polícia Federal no Paraná (GBE/PR).

PF(Foto: Divulgação)

O GBE/PR – composto por Peritos Criminais Federais habilitados como explosivistas e especializados em contramedidas – desempenha as atividades de inspeção, identificação e neutralização de artefatos explosivos empregando técnicas e recursos materiais disponíveis. Para isso são utilizados robôs antibombas, aparelho de raios-X portátil, traje antifragmentação e kits de cordas e ganchos.

O ESAB é um exercício revestido de grande relevância, pois, além de característica educativa e de integração da comunidade aeroportuária, permite ao GBE/PR empregar a moderna doutrina em contramedidas adotada pelo Departamento de Polícia Federal.