Dois membros de uma quadrilha que pratica assaltos a residências do bairro Cajuru, em Curitiba, foram presos por policiais da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) foram presos na última sexta-feira (24) após um trabalho de inteligência da Policia Civil. De acordo com o delegado Amarildo Antunes, o mais perigoso do grupo, que dava choques elétricos nas vítimas, já está preso e outros três estão sendo procurados pela especializada.

Antônio Nascimento – Banda B

Luiz Henrique Mendes da Silva completou 18 anos há nove dias e foi preso por volta das 14h30 após assaltar um salão de beleza no bairro. “Nossas equipes foram acionadas, assim como a Polícia Militar. Por volta das 19h30, a PM conseguiu capturar esse bandido”, contou o delegado. Silva ainda confessou a participação nos assaltos a residências.

Ele contou que agia em grupo e através de informações repassadas para a polícia, os investigadores da DFR conseguiram identificar os outros membros da quadrilha. “Descobrimos que no dia 25 de janeiro, um dos comparsas de Silva já havia sido preso”, disse Antunes. O delegado contou que uma dia após o assalto do dia 24, do qual Silva confessou participação, o bando agiu novamente no Cajuru, mas desta vez uma dos marginais chegou a ser capturado. “Caíque Alcântara Lima já havia sido preso pela Polícia Civil no dia 25, na Rua Nagib da Silva, também no Cajuru”, contou Antunes.

Os foragidos que agora são procurados pela polícia são: Tiago, de apelido Gordão; Diego, apelidado Boeing; e um terceiro elemento identificado apenas pela alcunha Jê.

Choques

Segundo Antunes, a quadrilha é conhecida por aterrorizar a vida dos moradores do Cajuru. “Silva é chamado pelas pessoas de ‘Terror do Cajuru’. Há informações de que ele andava com um equipamento usado para dar choques em suas vítimas”, explicou. Antunes salientou que quando assaltou o salão de belezas, Silva saiu carregando uma TV pela rua, sem demonstrar medo.