Por Elizangela Jubanski e Antônio Nascimento

Os pais das escolas municipais do bairro Tatuquara, em Curitiba, estão apavorados com a suspeita de que um homem estaria tentando sequestrar crianças na região. Bilhetes nas agendas dos alunos estão sendo enviados para alertar os pais sobre o possível perigo. A informação é que um homem branco, com cavanhaque, em um veículo Fiat Palio, se aproxima dos alunos, oferece doces, conversa e obriga as crianças a entrarem no carro. Oficialmente, não há nenhum registro de crianças que tenham sido vítimas do suspeito sequestrador.

A mãe de uma aluna do Colégio Municipal Dona Pompilia, que fica no Jardim da Ordem, procurou a Rádio Banda B para relatar o desespero. “Parece que as mãe estão pagando para ver porque ninguém faz nada. Tem muita informação, histórias de que pegam do colo da mãe, de dentro da escola, mas a gente sabe de pouca coisa, na verdade. São muitas mães que têm essa versão e agora que recebi esse bilhete da escola fiquei mais apavorada ainda”, conta.

O bilhete, enviado por meio da agenda dos alunos, diz que um homem de cor branca, com cavanhaque, dentro de um veículo Fiat Palio, aborda crianças na saída e aos redores das escolas da região. Não há vítimas oficiais desse homem, mas o colégio optou em alertar os pais.

Procurada pela Rádio Banda B, a diretora Márcia Gama contou que a decisão em enviar o bilhete aconteceu após o relato de muitas mães sobre o suposto sequestrador. “As mãe vieram nos contar, a gente mandou bilhete para os pais a fim de alertá-los. Também estamos falamos para as crianças não parar para dar conversa para ninguém estranho, não aceitar nada e qualquer coisa contar pedir ajuda. Não é oficial, mas não podemos ignorar isso. Pode ser um louco da cabeça que fica em volta das escolas para pegar as crianças”, explicou.

A Guarda Municipal (GM) foi alertada, mas a Polícia Militar (PM) não tem nenhum registro de Boletim de Ocorrência. Os pais e toda a comunidade estão em alerta.