Para Elizangela Jubanski e Daniela Sevieri

rio-negro

Acerto de contas pode ter motivado o crime. Foto: Reprodução

Um filho que saiu em defesa do pai acabou sendo assassinado junto com ele no fim da tarde desta segunda-feira (29), em Rio Negro, na região metropolitana de Curitiba. Acir Bruno Soares Valério, 21 anos, e Samuel Cordeiro Valério, 43 anos, foram mortos a tiros e o crime deixou os moradores assustados. A briga teria começado por causa de discussões entre mãe e madrasta de duas famílias.

Segundo testemunhas, quatro homens armados, dois deles com motocicleta, abordaram Samuel, em um veículo Kadett, na rua Felipe Kichener, que fica na Vila Paraíso. O filho, que voltava para casa a pé, viu a situação e tentou intervir, na tentativa de defender o pai.

O sargento Oslerloh confirmou à Banda B que as vítimas morreram na hora. “Eram dois baleados, mas os corpos estavam no chão. Os dois estavam com duas perfurações – dois no pescoço e dois no peito. Descobrimos no local que eram pai e filho”, contou.

O tenente Sanches disse à Banda B que acontecia uma briga há algum tempo envolvendo duas famílias. “Em conversa com populares, eles contaram que já ocorria no local uma briga há cerca de meia hora antes de a policia chegar. Essa briga teria sido por motivação familiar. Briga e discussão entre mãe e madrasta das famílias”, finalizou.

Os corpos foram recolhidos e encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba. A Delegacia de Polícia da região investiga o caso.