Por Elizangela Jubanski e Flávia Barros

Suspeita é que pai tenha se enforcado logo após o crime. Foto: Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP)

O pai de Diogo de Oliveira Machado, de apenas 4 anos, envenenado em uma pensão no bairro Pinheirinho, em Curitiba, foi encontrado morto na tarde desta sexta-feira (23). O corpo de Hildemar Araújo Machado, de 42, principal suspeito de ter matado o filho, estava em um matagal, já em avançado estado de decomposição, com uma corda no pescoço. A hipótese é que ele tenha se matado logo após o crime contra o filho.

O corpo do pai estava em um local de mato alto na rua Rua Joao Ched, na Cidade Industrial. Dentro do bolso da calça havia documentos pessoais dele e do carro. As investigações já tinham pedido a quebra de sigilo da conta bancária e telefônica.

Machado e a mãe do menino viviam com a guarda compartilhada e Diogo estava periodicamente com o pai aos fins de semana. O crime chocou os moradores da pensão, que disseram que o pai sempre era bastante atencioso com o filho.

Entretanto, para a polícia o que poderia ter motivado o crime seria uma briga com a mãe do menino no sábado (17) passado. No outro dia, desapareceu e não foi visto por ninguém na pensão. O corpo de Diogo foi encontrado no quarto em que Machado morava há quatro meses. A mãe foi quem estranhou o sumiço do filho e decidiu verificar o que tinha acontecido.

Pai discutiu com mãe do menino um dia antes. Foto: Reprodução

Segundo o delegado Cássio Conceição, o pai foi visto com o filho até aproximadamente 17 horas de sábado. “Nesta segunda-feira, o pai não apareceu no trabalho. Todas as circunstâncias apontam para o pai, uma vez que a criança está morta e o pai sumiu. Pelo estado do corpo, o crime aconteceu na madrugada de domingo”, explicou.

A mãe, em estado de choque, só conseguiu adiantar a discussão. Segundo ela, Hildemar o pai da criança já havia a ameaçado anteriormente. De maneira preliminar, a causa da morte, feita por meio de exames no Instituto Médico Legal (IML), declarou que ele morreu por envenenamento.