O estudante de Física da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Waly Ibrahim, de 29 anos, suspeito de ter matado o punk César Roberto, o ‘Lagarto’, no Centro de Curitiba, não se apresentou à Delegacia de Homicídios de Curitiba nesta terça-feira (2), como era esperado. Quem apareceu na delegacia, no lugar dele, foi o pai, acompanhado de dois advogados.

O delegado Rubens Recalcatti, da DH, informou que o rapaz deve se apresentar nas próximas horas. “O pai veio aqui hoje e foi prometido que nos próximos dias ele irá se apresentar na delegacia. Já consideramos o caso encerrado, só faltando apenas ouvir este suspeito. A motivação foi de fato a briga entre punks e skinheads”, destacou.

Embora Recalcatti não confirme, a Banda B tem a informação de que o suspeito já estaria foram do Paraná na casa de parentes. Ainda, durante a manhã de hoje, a identidade de Waly não foi divulgada pela polícia, mas a Banda B já tinha esta informação há alguns dias.

Waly é um dos suspeitos visto nas câmeras de segurança atacando o punk. As investigações apontam que ele teria dado a facada na vítima. O crime aconteceu na madrugada do último dia 17 de março e a vítima foi morta a facadas.