(Foto: Reprodução/Catve)

 

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Francisco Beltrão, no Sudoeste do Paraná, deflagrou, na manhã desta terça-feira (6), uma operação para cumprimentos de mandados de prisão contra policiais rodoviários estaduais.

Segundo o Gaeco, estão sendo cumpridos 12 mandados de prisão e outros 20 de busca e apreensão. A operação está relacionada ao combate a crimes de corrupção. Um dos policiais presos é de Cascavel. A identidade e o tempo de serviço prestado não foram divulgados.

Informações iniciais dão conta de que 10 agentes foram presos até o momento. As investigações são realizadas pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) há cerca de oito meses.

Policiais que atuam em postos de Francisco Beltrão e região estão entre os alvos da operação. Eles foram flagrados cobrando propina de motoristas. Os detidos serão encaminhados à sede do 3º Batalhão de Polícia Militar, em Pato Branco.

Operação

Batizada de “Manus Capio”, a operação ocorre após investigações do Gaeco, que apura os crimes de corrupção passiva, falsidade ideológica, peculato e quebra de sigilo funcional cometidos pelos agentes públicos. Entre as práticas investigadas, estão a liberação de transportes de mercadorias ilegais, bem como a liberação de veículos em situação irregular, mediante o pagamento de propina. Os mandados foram expedidos pelo Juízo da Auditoria Militar de Curitiba e estão sendo cumpridos em conjunto com a Corregedoria da Polícia Militar.

Para mais notícias do Paraná, clique aqui.