Por Felipe Ribeiro e Marco Piza

Foto: Colaboração

Uma onda de saques contra casas ‘para alugar’ vem causando a preocupação de moradores do bairro Água Verde, em Curitiba. A denúncia chegou à Banda B nesta quinta-feira (16), pelo morador Dênis Ferreira Neto, que percebeu um grande aumento de ações criminosas na região.

Foto: Colaboração

“Eles levam portas, janelas, fios de eletricidade. Nesta semana, uma casa da Rua Silveira Neto foi invadida e conseguimos perceber ali que foi completamente destruída pelos vândalos”, lamentou.

Nas ações, os bandidos pegam tudo que possua valor de venda. Eles agem durante a madrugada e levam vários materiais. Segundo Dênis, por várias vezes os moradores já entraram em contato com a Polícia Militar para denunciar os saques.

A Banda B entrou em contato com a PM, que informou que o policiamento no Água Verde é feito pelo 12º BPM de maneira preventiva e ostensiva, com os meios humanos e materiais disponíveis. Confira a nota na íntegra:

A PM recebe as ocorrências e prioriza aquelas em que alguém está em perigo, no momento, e depois as demais. Nos horários de pico o número de ocorrências é maior, mas a PM faz esforço para atender.

As ações são desempenhadas neste bairro pelas Radiopatrulhas da unidade e também pela ROTAM (Rondas Ostensivas Tático Móvel), além do Serviço Velado. Nesta área central também há patrulhamento com motos. Existe ainda uma grande atuação do Bope nestes locais em ações rotineiras.

No entanto, a Corporação pede que quando acontecer alguma situação, a população continue ligando para a PM por meio do 190. Além disso o registro do boletim de ocorrência é muito importante para embasar o planejamento de operações e ações policiais. Além disso, novos policiais formados recentemente já estão atuando na região.

Informa a PM também que fatos consumados são de responsabilidade da Polícia Civil, que deve investigar.