Por Elizangela Jubanski e Bruno Henrique
Uma mulher de 33 anos não conseguiu mais se esconder do ex-marido e foi morta a facadas na noite deste domingo (09) no bairro Tatuquara, em Curitiba. Silvana do Carmo Gaspar foi morta com, pelo menos, dez golpes de faca em frente a nova residência dela, há cerca de uma semana. Ela foi socorrida, mas não resistiu aos ferimentos. O autor do crime foi detido pelos vizinhos, espancado e socorrido ao hospital. Ele vai responder por homicídio.

Desde a separação, Silvana tinha uma medida protetiva em que o ex-marido estaria proibido de se aproximar dela por causa da agressividade e das constantes ameaças de morte. Familiares contaram que a vítima se mudava para outras casas, em novos endereços, a cada descoberta do paradeiro pelo ex-marido.

O crime aconteceu em frente a uma residência alugada há cerca de uma semana, na rua Maestro Vicente Dalu, na região do Jardim da Ordem. Silvana morava com a filha adolescente. Na noite de ontem, o ex-marido estacionou um veículo Palio em frente a essa residência e aguardou Silvana. Assim que ela chegou, o marido a abordou e os golpes começaram.

Testemunhas afirmaram que a vítima correu, na tentativa de fugir do agressor. Ela foi socorrida pelo namorado na filha e foi levada a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Pinheirinho ainda com uma faca cravado no pescoço. Silvana não resistiu e morreu pouco depois.

Vizinhos que ouviram os gritos e conseguiram ver o que aconteceu conseguiram deter o marido até a chegada da Polícia Militar (PM). Ele foi agredido e precisou ser socorrido ao Hospital Trabalhador, antes de ser levado ao Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (Ciac-Sul). O nome do agressor não foi confirmado pela Polícia Militar (PM).