Um casal foi preso na manhã deste domingo (24) após policiais da Delegacia de Homicídios encontrarem o corpo de uma adolescente de 16 anos enterrado nos fundos da casa em que morava no bairro Sítio Cercado, em Curitiba. João Luis Nunes de Oliveira, 38 anos, teria matado Ângela Lessa após um ataque de ciúmes de sua esposa, Solange Aparecida de Souza, 40.

Antônio Nascimento – Banda B

De acordo com o delegado Rubens Recalcatti, a polícia recebeu a informação de um possível corpo no local e, na investigação, constatou a vítima enterrada ao lado do quarto do autor do crime. “A cova estava bem fechada e foi muito difícil de abrir, mas assim que conseguimos encontramos ela com uma corda em volta do pescoço e com as mãos amarradas, então o que sabemos é que foi um crime muito brutal”, disse.

Segundo o autor do crime, Ângela era amiga da filha do casal e durante uma festa, Solange teve uma crise de ciúmes ao vê-lo olhando para ela. Após a situação, ela teria exigido a morte da adolescente. Ele, já embriagado, atendeu o pedido e cometeu o crime, enterrando-a nos fundos da casa.

Oliveira chegou a confessar o crime para o cunhado, mas o ameaçou de morte caso contasse para a polícia. Pelo estado do corpo e pela declaração do autor do homicídio, a vítima foi enterrada há aproximadamente 45 dias, antes mesmo do carnaval. Nesse tempo entre o assassinato e a prisão, Oliveira teria tentado construir uma laje para evitar que o corpo fosse encontrado e preparou diversas bombas caseiras para caso a vizinhança descobrisse o crime.

Solange, que trabalhava como auxiliar de limpeza, foi presa em um hipermercado da capital pouco tempo depois da prisão do marido.

Os dois foram encaminhados para a Delegacia de Homicídios.