Por Luiz Henrique de Oliveira e Antônio Nascimento

acidentedentro22092013

Uma tragédia no cruzamento da Av. Silva Jardim com a Rua Alferes Poli, na região central de Curitiba, matou uma mulher de 47 anos, outra de 23 e um menino de 9 , por volta das 4h30 deste domingo (22). Testemunhas disseram que um Ford Ka avançou o sinal vermelho e bateu contra um Corsa Classic em que estava uma família que voltava de uma formatura, porém, imagens recolhidas pela Delegacia de Delitos de Trânsito mostram que o sinal estava aberto para o Ka. As vítimas fatais estavam no Corsa. Morreram a mãe, a irmã e o filho de uma formanda de direito na Faculdade Opet.

acidente1

Carros ficaram destruídos (Foto: Antônio Nascimento – Banda B)

Segundo testemunhas, o motorista do Ka estava sozinho no carro. “Ele estava embriagado. Antes tinha batido no meu carro e fugiu. Vim atrás dele para anotar a placa e quando vi encontrei esta cena lamentável. Uma tragédia sem tamanho. Acho que ele furou o sinal”, contou à Banda B Abdir da Silva, dono de um Palio que havia sido colhido pelo causador do acidente fatal um pouco antes.

A família que estava no Corsa era moradora no bairro Barreirinha. “As vítimas estão sendo encaminhadas aos Hospitais do Trabalhador e Evangélico. São cinco vítimas. Duas morreram na hora e três estão em estado grave, inclusive o causador do acidente”, descreveu o tenente Renato Costa Barbosa, do Corpo de Bombeiros. Por volta das 9h a Banda B recebeu a informação da morte no hospital da mulher de 23 anos.

direito

Gabriele morreu no acidente (Foto: Reprodução Facebook)

Acostumado com situações de imprudência no trânsito, o subtenente Anísio, do Batalhão de Polícia de Trânsito, lamentou a tragédia. “A força da batida foi imensa. O Corsa bateu contra um poste e o Ka na fachada de uma loja. Vamos apurar todas as situações envolvendo este acidente e se o jovem estava embriagado terá que responder por isso”, destacou.

As vítimas que morreram foram identificadas como: Lorena Camargo, de 47 anos, o neto dela, Igor Empinoti, de 9, e sua filha, Gabriele Empinoti, de 23, que era tia da criança. Sobreviveu no Corsa: Jacskon Adriano Ferreira, marido de Gabriele. O motorista do Ka é um jovem de 24 anos cujo primeiro nome é Eduardo.

A Delegacia de Delitos de Trânsito investiga o caso.

Imprudência sem fim

A embriaguez ao volante na volta de baladas não tem limite. Enquanto atendiam o acidente policiais militares encaminharam à delegacia um jovem que invadiu a Av.Silva Jardim com a Marechal Floriano Peixoto na contramão. O rapaz se recusou a fazer o teste do bafômetro e teve o veículo apreendido.