Por Marina Sequinel e Daniela Sevieri

(Fotos: Daniela Sevieri – Banda B)

Um motorista de Uber de 24 anos foi morto com pelo menos dez tiros na cabeça no bairro Xaxim, em Curitiba, na tarde deste sábado (17). Ele havia levado o carro para lavar, no cruzamento das ruas David Tows e Arnaldo Gusi, quando acabou surpreendido por duas pessoas em um Fiesta preto, segundo informações da Polícia Militar (PM).

Os assassinos chegaram, desceram do carro e já dispararam contra o jovem, pelas costas, enquanto ele conversava com uma funcionária do lava car. “Nós encontramos 15 lesões no corpo dele, causadas por perfuração. A arma usada foi uma pistola nove milímetros. A vítima nem viu quem atirou, ela não teve tempo”, explicou o perito Elmir Machado, do Instituto de Criminalística, em entrevista à Banda B.

De acordo com o delegado José Vitor Pinhão, que também atendeu a ocorrência, a família comentou que Richard Vagner Machado era uma pessoa tranquila. “O pai falou que ele era casado e não tinha problemas, que era caseiro e trabalhador. Ele está estarrecido e não vê nenhum motivo para isso ter acontecido com o filho. No entanto, nenhuma hipótese está descartada”, relatou.

Informações apuradas no local dão conta que Richard era taxista e, recentemente, começou a trabalhar como motorista do Uber. O corpo do rapaz foi recolhido ao Instituto Médico Legal de Curitiba e a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o caso. Qualquer dado ou detalhe sobre os autores pode ser repassado de forma anônima pelo telefone  0800-6431-121.