Por Elizangela Jubanski e Bruno Henrique

motoboy

Motoboy foi preso em casa, na CIC. Foto: BH/Banda B

Um motoboy foi preso em flagrante dentro da casa dele na Cidade Industrial de Curitiba na manhã desta terça-feira (20). Everton Galvão, 28 anos, trabalhava em uma empresa terceirizada de entregas de correspondências de agências bancárias. Ele é acusado de furtar essas cartas com cartões de débito e crédito de clientes e o prejuízo calculado foi de R$ 50 mil diários para os bancos.

De acordo com as investigações, Galvão trabalhava em uma empresa no bairro Boa Vista e era responsável por entregar cartas lacradas de cartões de débito e/ou crédito aos clientes dos bancos HSBC, Santander, Banco do Brasil e Itaú. Também, tinham correspondências de cartões da Urbs e de vale-refeição.

Há uma semana a empresa passou a desconfiar das entregas do motoboy, já que as reclamações de demora e não recebimento cresceram. A Polícia Civil passou a investigar e descobriu que, na verdade, Galvão é suspeito de falsificar assinaturas de recebimento dos clientes. De acordo com a empresa, ele era pago por entregas.

A delegada Vanessa Alice, do 4º DP, contou que os cartões eram vendidos para outra pessoa. “Na casa dele não encontramos nenhum cartão. Sabemos que ele falsificava as assinaturas, mas temos que checar quem recebia esses cartões e se ele vendia mesmo ou entregava”. Galvão já tem passagens pela polícia por furto qualificado e foi detido pelo mesmo crime.