Por Luiz Henrique de Oliveira e Antõnio Nascimento

araucaria20082013

Alan foi morto dentro de cemitério (Foto: Antônio Nascimento – Banda B)

A morte do jovem Alan Lima Ferreira, de 19 anos, em um possível ritual satânico no Cemitério do Guarituba, em Piraquara, região metropolitana de Curitiba, na última sexta-feira (20), ganhou novos capítulos neste domingo (22). Um homem foi preso depois de ser flagrado com a chave de um caminhão roubado na região do cemitério e ao ser questionado garantiu que Alan Henrique, acompanhado de outro comparsa, foi quem cometeu o crime. Chama a atenção também que o motorista do veículo encontrado hoje está desaparecido.

O tenente Gonçalves falou à Banda B que Adilson Valdecir Marcondes, de 39 anos, ao ser encontrado com a chave do caminhão, negou que tenha cometido o crime. “Ele falou que o Alan Lima, que morreu com uma cruz cravada no pescoço dentro do cemitério, no que pareceu um ritual satânico, foi quem fez isto. Outro rapaz também envolvido neste possível assalto foi baleado, segundo o rapaz. Ainda são informações desencontradas”, disse Gonçalves.

De acordo com o tenente, outro fato que chama a atenção é que o dono do caminhão, morador em Piraquara, está desaparecido. “São estas informações que temos. Ainda não conseguimos a identidade exata do caminhoneiro, mas sabemos que ele sumiu. É um caso repleto de mistério, desde a maneira como Alan foi morto até estes outros fatos verificados hoje”, afirmou o policial militar.

A Delegacia de Piraquara segue investigando o caso.

Notícia Relacionada:

Dupla usa cruz de túmulo para matar jovem dentro de cemitério e ainda avisa a família da vítima